Carregue na imagem para ampliar...
Data: 7 de dezembro de 2017 Fonte: Evasões Tags: açude, ponte de lima, restaurante, vinhos
Voltar
Peixe Fresco junto ao rio



Neste restaurante com vista sobre o rio, ao lado do Centro Náutico de Ponte de Lima, o peixe fresco é o que mais se destaca. Coisa rara pelo Minho, onde comida de peso, como rojões, sarrabulho ou cabrito costumam fazer as honras da casa. Claro que há sempre a época da lampreia e do sável, que enchem os restaurantes da vila, entre janeiro e abril. E o bacalhau é prato forte durante todo o ano. No Açude é inevitável que haja um pouco disto tudo. Mas são o linguado, o robalo e o rodovalho que fazem recordar que o mar não está assim tão longe.
O sarrabulho, «prato que se deve comer com fome», tinha de ser também ele, uma das referências da casa.
João Lima, que gere o restaurante ao mesmo tempo que exerce o sacerdócio em algumas aldeias próximas, afirma que este sarrabulho é diferente: «É mais leve do que o habitual» e até «pode ser servido a doentes». Os rojões são muito tenros e cortados em pedacinos pequenos, para absorverem todo o sabor dos temperos. Nas sobremesas, João destaca, com humor, dois pudins «eclesiásticos»: o abade de Priscos e o Prior de Miranda, este mais raso e cor de vinho. O abade é de Braga, o prior é ele próprio.